Rio de Janeiro, terça-feira, 19 de setembro de 2017 - 10h28min
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Colunista » Carlos Molinari
Ganhar hoje é obrigação!
06/02/2017

Tive dor de cabeça no domingo e na quinta-feira. Não é nem preciso ser médico para associar a dor ao aumento do nervosismo, que influi na pressão arterial. Enfim, tudo por causa desse time que não deixou ainda de ser vulnerável e falho em vários setores.

Não sei o que se passa na cabeça de um jogador do Bangu quando sai de campo derrotado. O jogador não é Bangu. Não nasceu em Bangu, não é alvirrubro desde criancinha. É uruguaio, é colombiano, é de outro estado. O torcedor não. Para o torcedor aquele jogo é uma questão de honra, é tudo. É a sua alegria ou sua morte. Para o jogador é só um bicho a mais ou a menos. É o que parece.

Hoje à noite contra o Volta Redonda é provável que eu volte a ter dor de cabeça. Se Eduardo Allax escalar o goleiro Márcio e o zagueiro Anderson "Dá" Penna, certamente passarei maus momentos em frente à telinha.

O Campeonato Carioca é nivelado. Bangu e Volta Redonda se equivalem, seja no Raulino de Oliveira - onde já vencemos 13 vezes - seja em Moça Bonita. Por isso, uma vitória, ou empate são resultados prováveis. Porém...

No último jogo, o torcedor se irritou com razão com Loco Abreu e com Márcio. Um jogador não pode bater um pênalti com tamanha displicência, sem sequer olhar para a bola, ignorando que do outro lado tenha alguém ávido para defender a cobrança. Nem um louco chuta tão mal assim.

Bruno Luiz, fora de sua posição, é um inútil em campo. Eduardo Allax ainda não entendeu que ele é o reserva do Loco Abreu? Que ali na frente, o melhor seria utilizar dois meias como o Rafael Augusto e o Mateus, um atacante pelas pontas como o Peralta e um centralizado como o Loco Abreu?

O caso do goleiro Márcio é pior. Minutos antes de frangar, o Nenê já tinha tentado surpreendê-lo numa cobrança de escanteio. Ele espalmou para frente. Por que no segundo escanteio ele não gritou para algum zagueiro ficar no chamado "primeiro pau"? Isso é básico. Isso é coisa que eu fazia nas peladas que eu jogava quando adolescente. Não o fez e foi se agachando, se ajoelhando, se envergonhando, até levar o gol mais ridículo desse Campeonato Carioca.

Eduardo Allax pode se despedir do clube caso perca novamente hoje à noite. Um treinador que foi goleiro pode cair justamente porque seu time não tem goleiro. Márcio é um goleiro relativamente baixo, não sai nas bolas cruzadas sobre a área, tem apenas 1m80. Seu reserva, André Regly, é um goleiro de futebol de botão, tem 1m70. Isso não existe em futebol profissional! Eduardo Allax, como goleiro que foi, deveria ter se preocupado com essa posição, ter trazido alguma revelação, algum nome justamente para ser uma opção aos baixinhos que temos. Não o fez e agora está pagando caríssimo pela omissão. É verdade que o clube ainda tentou trazer o Ricardo Berna, mas é um goleiro caro, e o acerto acabou não ocorrendo.

Por isso, o Bangu inteiro paga por isso. Ninguém pensou que o setor defensivo estava tão fraco. Essa comissão técnica inchada, com 7 integrantes (Mário Marques, Alex Benevides, Roberto Pedro, Eduardo Allax, Ado, Carlos Renan, Daniel Alegria) é tudo o que não precisávamos. Há gente demais e capacidade de ação de menos. Pergunto eu: e em 1985, quantos gerentes, coordenadores, supervisores tínhamos? Um, só um. Só o Neco. O técnico Moisés e o Neco. Pronto. Não precisava mais.

Podem se irritar, jogadores banguenses. Podem se irritar, membros da comissão técnica. Irritem-se e deem uma resposta dentro de campo. A corda está no pescoço de vocês.

 
Carlos Molinari
Pesquisador da história do Bangu Atlético Clube
     
Livros
 
Estatísticas
 
Jogos 4.133
Vitórias 1.728
Empates 979
Derrotas 1.426
Gols Pró 7.305
Gols Contra 6.332
Saldo de Gols 973
Artilheiros
 
Ladislau 231
Moacir Bueno 203
Nívio 152
Menezes 137
Zizinho 125
Luís Carlos 119
Paulo Borges 109
Décio Esteves 98
Arturzinho 93
Marinho 83