Rio de Janeiro, segunda-feira, 29 de maio de 2017 - 08h30min
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Notícias » Jogos

10/02/1985 - BANGU 4 x 1 DESPORTIVA (ES)

FICHA TÉCNICA
Competição:
Taça de Ouro - Grupo D - Turno
Local:
Estádio Proletário Guilherme da Silveira Filho
Árbitro:
Luis Carlos Antunes, auxiliado por Antônio Carlos Saraiva e Reinaldo Teixeira
Gilmar; Perivaldo (Delacir), Cardoso, Oliveira e Márcio; Israel, Pingo (Pedrinho Gaúcho) e Mário; Marinho, Fernando Macaé e Ado
Técnico: Moisés
 
Rogério; Jacimar, Gabriel, Serjão e Vicente Paixão; Japonês, Luís Carlos (Lúcio) e Naldo; Edu, Dé e Paulistinha
Bangu 1 x 0: Fernando Macaé, aos 43min do 1º tempo
Bangu 2 x 0: Marinho, aos 3min do 2º tempo
Bangu 3 x 0: Marinho, aos 7min do 2º tempo
Bangu 4 x 0: Marinho, aos 25min do 2º tempo
Bangu 4 x 1: Paulistinha (pênalti), aos 34min do 2º tempo

. . . . . . . . . . . . . . .

Bangu arrasa: 4 a 1
Fonte: Jornal dos Sports

Em grande tarde do ponteiro Marinho, que fez três gols e deu o passe para outro, o Bangu não encontrou difilculdades para golear a Desportiva Ferroviária por 4 a 1, ontem, no Estádio Proletário. Líder do Grupo D, com dez pontos, a equipe de Moça Bonita realizou a melhor exibição na Taça de Ouro, este ano. Antes da partida, a banda do Bangu homenageou o presidente do conselho deliberativo do clube, Castor de Andrade, que faz anos amanhã. Os torcedores levaram muitas bolas de gás e aplaudiram o dirigente.

O forte calor foi decisivo para que o Bangu não fosse uma equipe muito agressiva no primeiro tempo. Sem velocidade e cadenciando o jogo, o time de Moça Bonita insistia nas jogadas individuais. Mesmo assim, teve inúmeras oportunidades de marcar.

Logo no início da partida, o apoiador Mário, cobrando falta da entrada da área, acertou um belo chute, que saiu raspando o travessão. Logo depois, o ponteiro marinho foi lançado pela esquerda, invadiu livre, e deu um leve toque tentando encobrir o goleiro Rogério. Sem êxito. Rogério defendeu sem dificuldades.

Sempre perigoso no ataque, o Bangu insistia com seus ponteiros. Primeiro, Marinho teve outra boa oportunidade de abrir o marcador, mas Rogério praticou boa defesa, mandando para córner. Posteriormente coube a Ado uma cabeçada colocada, que encobriu o golerio e foi salva em cima da linha por Japonês. Finalmente, quando poucos acreditavam no gol nesta etapa, Marinho roubou uma bola praticamente perdida do zagueiro Vicente Paixão e centrou na medida para Macaé marcar, de cabeça, aos 43 minutos.

Marinho Magnífico

No segundo tempo, o Bangu mudou radicalmente. Com a entrada de Pedrinho Gaúcho no lugar de Pingo e a conseqüente passagem de Marinho para o meio-campo, o time banguense cresceu em campo e transformou um vitória magra numa goleada incontestável.

Jogando à base de velocidade, e sempre procurando jogadas com o ponteiro Ado e através de marinho, o Bangu foi marcando gols. Logo aos 3 minutos, Marinho fez 2 a 0 de cabeça. Quatro minutos depois, novamente Marinho, marcou o terceiro. Finalmente, aos 25, o ponteiro voltaria a marcar. A Desportiva diminuiu, aos 34 minutos, através de um pênalti cobrado por Paulistinha.


Atuações


GILMAR - Sem muito trabalho na partida, limitou-se a defender chutes esporádicos.
PERIVALDO - Sem apresentar o futebol eficiente das vezes anteriores, procurou compensar pela garra. Sentiu e foi substituído no intervalo por DELACIR que limitou-se a defenser.
CARDODO - Superou o início nervoso e a expectativa da torcida. Foi perfeito nas bolas altas e não comprometeu no primeiro combate.
OLIVEIRA - Novamente, o melhor da defesa. Firme e com muita personalidade, demonstrou que o Bangu acertou na sua contratação.
MÁRCIO - Bem tanto pela direita quanto pela esquerda. Sua única falha restringiu-se ao apoio.
ISRAEL - Protegeu bem a zaga, mas esteve muito dispersivo na armação das jogadas. Errou muitos passes.
PINGO - Não foi o mesmo bom armador das partidas anteriores. Pareceu estar demasiadamente preocupado com a marcação de um meio-campo que não existiu. Entrou PEDRINHO GAÚCHO que atuou muito bem.
MÁRIO - Muita disposição. Inteligente, armou e lançou com precisão. O melhor do setor.
MARINHO - O melhor jogador em campo, disparado. Fez três gols e o passe para o outro, de Fernando Macaé.
FERNANDO MACAÉ - Subindo de produção a cada partida. Um belo gol.
ADO - Outro destaque da partida

     
Livros
 
Estatísticas 2017
 
Jogos 14
Vitórias 4
Empates 3
Derrotas 7
Gols Pró 13
Gols Contra 23
Saldo de Gols -10
Aproveitamento 36%
Artilheiros 2017
 
Loco Abreu 3
Raphael Augusto 3
Leandro Chaves 1
João Guilherme 1
Guilherme 1
Carlinhos 1
Anderson Penna 1
Hygor Guimarães 1
Daniel Bueno 1