Rio de Janeiro, segunda-feira, 29 de maio de 2017 - 08h31min
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Notícias » Jogos

11/07/1985 - VASCO 0 x 2 BANGU

FICHA TÉCNICA
Competição:
Taça de Ouro - 2ª Fase - Turno
Local:
Maracanã
Renda:
Cr$ 67.800.000,00
Público:
8.266 pagantes
Árbitro:
Manoel Serapião Filho, auxiliado por Jaime Silva Santos e Alcides Paulino Santos
Acácio; Milton Mendes, Nei, Nenê e Donato; Vítor, Oliveira e Geovani (Gilberto); Mauricinho, Roberto e Silvinho (Cláudio José)
Gilmar, Márcio, Jair, Oliveira e Baby; Israel, Mário e Lulinha (Delacir); Marinho, Pingo (João Cláudio) e Ado
Técnico: Moisés
Bangu 1 x 0: João Cláudio, aos 25min do 2º tempo
Bangu 2 x 0: João Cláudio, aos 35min do 2º tempo
Mário e Delacir (Bangu); Roberto (Vasco)
Oliveira (Bangu); Mauricinho (Vasco)
 
Os gols (Rede Globo)

. . . . . . . . . . . . . . .

Bangu liquida o Vasco e é líder isolado: 2 a 0
Fonte: Jornal dos Sports

Com um futebol simples e objetivo, o Bangu venceu o Vasco ontem à noite no Maracanã, por 2 a O,gols de João Cláudio, aos 25 e 35 minutos da segunda etapa, assumindo assim a liderança isolada do Grupo H da 2a. fase da Taça de Ouro, com cinco pontos ganhos, seguido do Internacional com quatro. Foi uma vitória incontestável do. time bangüense. que dominou o jogo completamente. Nem mesmo a paralisação da partida por 28 minitos no primeiro tempo. devido a um defeito no sistema de iluminação dos refletores do estádio, conseguiu esfriar a equipe de Moça Bonita, que tinha a essa altura o Vasco completamente nas mãos.

Adotando um sistema de marcação por pressão desde o inicio do Jogo, o Bangu encurralou o Vasco em seu campo. que não conseguia sair da defesa. Mas, apesar do domínio. faltava ao Bangu quem finalizasse, pois Pingo simplesmente não existia no ataque. O técnico Moisés percebeu logo, isso e fez entrar João Cláudio, aumentando a pressão do Bangu.

Devido a um defeito no sistema de iluminação dos refletores do estádio, o jogo ficou paralisado 28 minutos. Entretanto, isso não esfriou o Bangu, que quando do reinício da partida. continuou mandando no jogo.

Na segunda etapa, o Vasco até que voltou melhor com entrada de Gilberto no lugar de Geovani. Entretanto, apesar da luta e do empenho do jogador, o Bangu foi aos poucos tomando novamente conta da partida. E a partir da expulsão de Mauricinho - o Bangu também teve Oliveira expulso - a coisa ficou preta para o Vasco, pois a equipe se desestruturou de vez e aí o Bangu liquidou o jogo. Aos 25 minutos João Cláudio abriu o placar. numa cabeçada ,após cruzamento de Marinho. O mesmo João Cláudio, comprovando o acerto de Moisés ao colocá-lo em campo, definiu a partida num golaço, aos 35 minutos, depois do carnaval de Marinho pela direita.


Atuações:

VASCO - Embora tenha melhorado sensivelmente na segunda etapa. o Vasco apresentou ontem a noite contra o Bangu um futebol preso, sem mobilidade e de nenhuma criatividade.

Na defesa. Acácio não esteve bem. Indeciso em alguns lances, quase toma um frango no primeiro tempo, quando Nei salvou.
Milton Mendes apareceu bem na defesa, mas fraco no ataque. Nei e Nenê formaram uma zaga débil mal posicionada. Donato. pela esquerda foi sempre batido pelo ponta Marinho.

No meio campo, somente Gilberto salvou-se. Ele, que entrou no lugar de Geovanl - inteiramente apagado enquanto esteve em campo -. deu uma nova vida ao setor. que também teve Vítor e Oliveira com atuações bastante modestas.

No ataque. o destaque ficou por conta do ponta Mauricinho, que tentou sozinho furar a zaga bangüense. Entretanto. sem ter quem desse continuidade as suas jogadas. acabou cansando. Roberto e Silvinho estiveram completamente apagados. Cláudio José, que entrou no lugar de Silvinho, tambem nada acrescentou.

BANGU - Com um futebol objetivo e bem estruturado taticamente, o Bangu foi sempre mais time durante o jogo. Seu meio campo dominou completamente o setor. municiando bem o ataque, com jogadas. principalmente pelas pontas, onde Marinho e Ado penetravam com facilidade.

Na defesa. Gilmar a rigor não teve muito trabalho. Nas vezes em que foi chamado a intervir demonstrou segurança e boa colocação. Márcio, o lateral-direito, teve uma boa presença tanto na defesa como no apoio. Jair e Oliveira formaram uma zaga sólida e Baby, na lateral esquerda, apareceu melhor na segunda etapa. quando se lançou ao ataque. Delacir, que substituiu Lulinha para compor a zaga. pois Oliveira foi expulso. também esteve bem.

O meio campo. que ontem apresentou um futebol certinho, teve em Israel, Mário e Lulinha um trio perfeito em que a criatividade e um posicionamento tático correto, liquidaram a equipe vascaina.

O grande destaque do ataque foi sem dúvida alguma o centroavante João Cláudio. que substituiu Pingo - o único no time que não esteve bem - marcando os dois gols da vitória bangüense. Marinho e Ado estiveram muito bem, principalmente o primeiro: de onde sairam as jogadas dos dois gols.

. . . . . . . . . . . . . . .

Leia a crônica de Carlos Molinari sobre este jogo.

     
Livros
 
Estatísticas 2017
 
Jogos 14
Vitórias 4
Empates 3
Derrotas 7
Gols Pró 13
Gols Contra 23
Saldo de Gols -10
Aproveitamento 36%
Artilheiros 2017
 
Loco Abreu 3
Raphael Augusto 3
Leandro Chaves 1
João Guilherme 1
Guilherme 1
Carlinhos 1
Anderson Penna 1
Hygor Guimarães 1
Daniel Bueno 1