Rio de Janeiro, segunda-feira, 29 de maio de 2017 - 08h31min
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Notícias » Jogos

14/07/1985 - BANGU 1 x 1 MIXTO (MT)

FICHA TÉCNICA
Competição:
Taça de Ouro - 2ª Fase - Returno
Local:
Estádio Proletário Guilherme da Silveira Filho
Renda:
Cr$ 37.100.000,00
Público:
3.710 pagantes
Árbitro:
Romualdo Arpi Filho, auxiliado por Joel Teixeira e Edmundo Filho
Gilmar, Márcio, Jair, Cardoso e Baby; Israel, Lulinha (Pingo) e Mário; Marinho, João Cláudio e Ado
Técnico: Moisés
Nélson; Suemar, Dede, Miro e Vicente; Cláudio Barbosa, Luisinho e Marcinho; Gílson Bonfim, Ricardo (Humberto) e Rodrigues
Bangu 0 x 1: Gílson Bonfim, aos 36min do 1º tempo
Bangu 1 x 1: Pingo, aos 12min do 2º tempo

. . . . . . . . . . . . . . .

Time de Moisés não vence o Mixto, mesmo com o apoio da torcida
Fonte: Jornal dos Sports

Mais uma vez ficou provado que o Bangu, em seu campo e perto de sua torcida, não consegue se sair bem. E o empate de 1 a 1, ontem, no Estádio Guilherme da Silveira, com o Mixto, refletiu o descontrole emocional de um time que não resta dúvida ser o favorito para o primeiro lugar no seu grupo, mas que não consegue vencer a impaciente e exigente - porém pequena - torcida que tem.

Bem que o Bangu merecia esse 1 a 1, embora isso não tenha lhe tirado a liderança isolada do grupo, graças ao empate de 2 a 2 entre Inter e Vasco. Mas também não resta dúvida de que se tivesse vencido ontem, o Bangu estaria muito mais perto da classificação. E, mais do que isso: João Cláudio, sua revelação, não conseguiu render nem a metade do que normalmente rende quando entra no decorrer dos jogos. E Marinho, o principal jogador da equipe, ficou longe daquele jogador.que todos estão acostumados a ver e elogiar.

O jogo, em si, teve o domínio territorial do Bangu que, entre outras coisas, teve uma bola na trave a seu favor. Mas a surpresa foi o Mixto, que saiu na frente, gol marcado por Gílson Bonfim, de pênalti, aos 36 minutos, e se trancou na defesa. O Bangu só conseguiu descontar na segunda etapa, através de Pingo. 0 mesmo Pingo que havia, sido sacado do time para que Moisés desse vez ao misterioso João Cláudio - três jogos e quatro gols até ontem -, mas que, jogando de início, não conseguiu render o que era esperado.

De qualquer maneira o time de Moisés, em que pese a substituição de Pingo por Lulinha, ainda conseguiu criar algo de positivo, embora essa substituição não tenha sido a mais acertada. Resta ao Bangu, agora, vencer o Vasco, quarta- feira, e torcer por um tropeço do Inter diante do Mixto que é o lanterna do grupo.


Moisés mantém João Cláudio na equipe

Embora Pingo tenha entrado e feito o gol de empate contra o Mixto, o tecnico Moisés disse que vai manter o time que começou o jogo de ontem, com João Cláudio no comando do ataque, para a partida contra o vasco, quarta-feira, no Estádio Mário Filho, quando o Bangu, dependendo do resultado de Mixto x Inter, poderá assegurar sua classificação, desde que vença o Vasco.

Depois do jogo de ontem. Moisés elogiou sua equipe e disse que o, time do Bangu perdeu muitas oportunidades de marcar. O técnico não comentou a substituição de Lulinha; por Pingo, dizendo apenas que não vai alterar o time que começou o jogo de ontem:

- O Pingo mostrou que é um jogador útil ao Bangu, mas contra o Vasco, não pretendo alterar a equipe. Vai jogar o time que começou a partida de hoje (ontem).

O técnico, porém, criticou o estado do gramado do Estádio Guilherme da Silveira, que na sua opinião tinha que estar "um tapete".

- O Bangu ficou 34 dias fora seu usar seu campo e a recomendação que eu dei era de poupar o gramado. Infelizmente, isso não aconteceu. O gramado está péssimo e atrapalhou um melhor futebol da equipe. Se não fosse isso, o time poderia ter conseguido a vitória.

Castor de Andrade, chateado com o empate, não quis nem dizer quanto seria o bicho pelo empate de ontem, afirmando que somente hoje estipularia o valor da gratificação. Mas segundo o presidente do clube, Rui Esteves da Dores, o prêmio será de Cr$ 350 mil. Hoje, pela manhã, haverá treino físico para quem não jogou ou atuou só meio-tempo e amanhã, à tarde, haverá recreação, seguida de concentração.


Atuações:

BANGU - Não foi uma atuação brilhante da equipe do Bangu na Tarde de ontem em Moça Bonita. Paradoxalmente, se sentiu acanhado em seu campo e se limitou a cruzamentos em chuveirinho para a área, para um centroavante sem muita inspiração e lento.

Na defesa, o central Jair sobressaiu pela sobriedade e raça. Os laterais Márcio e Baby apoiaram seguidamente o ataque mas não foram precisos como de costume nos cruzamentos. E enquanto o goleiro Gilmar mostrou segurança nas raras vezes em que foi exigido, Cardoso revelou-se um zagueiro inseguro e fraco no confronto direto.

O meio-campo apresentou o talento habitual de Israel, que procurou organizar invariavelmente as jogadas da equipe, ao lado de Lulinha, demonstrando a regularidade costumeira. Já Mário não reeditou suas melhores atuações, mostrando-se apático em boa parte da partida, o que não aconteceu com Pingo, que entrou no segundo tempo e marcou um belo gol, em lance de oportunismo.

Ado foi o grande nome do ataque e da partida, com dribles desconcertantes e muita habilidade. Marinho, por sua vez, não realizou nenhuma jogada, ao passo que João Cláudio abusou de perder gols, frustando a torcida, que esperava ter encontrado um novo artilheiro para a equipe.

     
Livros
 
Estatísticas 2017
 
Jogos 14
Vitórias 4
Empates 3
Derrotas 7
Gols Pró 13
Gols Contra 23
Saldo de Gols -10
Aproveitamento 36%
Artilheiros 2017
 
Loco Abreu 3
Raphael Augusto 3
Leandro Chaves 1
João Guilherme 1
Guilherme 1
Carlinhos 1
Anderson Penna 1
Hygor Guimarães 1
Daniel Bueno 1