Rio de Janeiro, terça-feira, 19 de setembro de 2017 - 10h23min
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Reportagens

FUTEBOL DE LUTO COM A MORTE DE DJALMA

Djalma Bezerra dos Santos, o veterano ás do futebol, que defendera, por tanto tempo, as cores do Vasco da Gama e, por último, integrava a equipe do Bangu, foi vítima de trágico e fatal acidente, resultado de um ato de imprudência. Foi uma das ocorrências mais dolorosas do carnaval.

Na tarde de segunda-feira, o player participava do baile dos casados na sede da Associação dos Empregados do Comércio. Estava na companhia de Ivone Santos e de sua irmã, Dulce. Em meio às danças, alguém pisara no pé de Dulce. Interpretando o gesto como proposital, protestou. Houve discussão que degenerou um verdadeiro conflito. O footballer teve que enfrentar, numa luta desigual, cerca de 20 indivíduos, todos eles amigos do que pisara a pessoa que estava em sua companhia. Na luta Djalma sofrera um ferimento extenso no frontal, do lado direito, recebendo, no HPS, três pontos.

Socorrido, Djalma voltou ao Centro para participar dos folguedos de rua. Estava muito animado, inteiramente entregue à folia. Cerca das 22h, a sra. Dulce, a do pé pisado, sugeriu a Djalma que fossem à sua residência. Deveria trocar de roupa para um baile a que pretendia ir. No entanto, quando lá chegaram, a fechadura não funcionava. Por sugestão de uma vizinha, Djalma tentou entrar no apartamento da amiga, no segundo andar, descendo agarrado a uma corda de persiana de um apartamento do terceiro andar. No entanto, o cordel não suportou o peso do seu corpo, partiu-se, e o player foi cair, de pé, na marquise. Mas, grande azar, Djalma se desequilibrou e caiu na rua, batendo com a cabeça no meio-fio. Foi levado para o hospital, mas não resistiu, morrendo ontem às 13h30m.

Fonte: Jornal O Globo - há 50 anos, 03/03/2004.

     
Livros
 
Estatísticas
 
Jogos 4.133
Vitórias 1.728
Empates 979
Derrotas 1.426
Gols Pró 7.305
Gols Contra 6.332
Saldo de Gols 973
Artilheiros
 
Ladislau 231
Moacir Bueno 203
Nívio 152
Menezes 137
Zizinho 125
Luís Carlos 119
Paulo Borges 109
Décio Esteves 98
Arturzinho 93
Marinho 83