Bangu Atlético Clube: sua história e suas glórias
Escudo Bangu 1 x 0 Escudo Brasília-DF
BANGU   Brasília-DF
Competição Taça de Ouro - Grupo D - Turno
Local Estádio Proletário Guilherme da Silveira Filho
Data e hora Domingo, 27/01/1985 - 17h
Data e hora Cr$ 5.450.000,00
Data e hora 1.090 pagantes
Árbitro Roberto Nunes Morgado
Auxiliares José Renato Fidalgo e João Massoneto
Escudo Bangu Gilmar; Perivaldo, Jair, Oliveira e Márcio; Israel, Pingo e Mário; Marinho, Fernando Macaé e Gílson (Ado)
Técnico: Moisés
Escudo Brasília-DF Deo; Beto, Iranil, Jonas e Marinho; Manoel Ferreira, Marco Antônio (Cléber) e Vânder; Santos, Ramon e João Carlos
cartão amarelo Marinho (Brasília) e Perivaldo (Bangu)
cartao vermelho -
Gols Bangu 1 x 0: Márcio, aos 30min do 2º tempo
. . . . . . . . . . . . . . .
Na chuva, Márcio deu a vitória ao Bangu
Fonte: Jornal dos Sports

O mau estado do gramado do Estádio Guilherme da Silveira, em virtude das fortes chuvas que caem sobre a cidade, prejudicou o rendimento das duas equipes e quase atrapalha a vitória do Bangu sobre o Brasília, por 1 a 0, gol de Márcio, aos 30 minutos do segundo tempo, num lance que se originou de um cruzamento de Perivaldo.

No primeiro tempo, o Bangu teve três grandes oportunidades para abrir o marcador. A primeira foi numa investida do lateral-direito Perivaldo, que acabou chutando em cima do goleiro Deo; a segunda, quando Fernando Macaé dominou no peito e Gílson chutou por cima do travessão; e a terceira, aos 30, numa grande confusão dentro da pequena área.

Para o segundo tempo, o Brasília melhorou um pouco de produção e isso fez com que tivesse uma grande chance de marcar, através de Ramon, que, num chute despretensioso, de fora da área, quando pretendia fazer um cruzamento sobre a área, quase enganou Gilmar, que teve que se esforçar para evitar o gol do Brasília.

O Bangu ainda teve uma oportunidade, além do gol de Márcio, mas a pior parte do jogo se deu nas duas intermediárias, com as poças atrapalhando o desenvolvimento das jogadas, uma vez que as bolas, invariavelmente, ficavam retidas, o que tirava qualquer tentaiva de dar velocidade às jogadas de ataque.

Atuações

GILMAR - Uma grande defesa e mostrando tranqüilidade sempre que precisou intervir.

PERIVALDO - Uma atuação com altos e baixos. Compensou pelo cruzamento que deu origem ao único gol da partida.

JAIR - Uma partida muito tranqüila.

OLIVEIRA - Uma excelente estréia. Foi, disparado, o melhor do time. Ganhou todas as bolas por cima e por baixo e ainda encontrou disposição para sair jogando com grande personalidade.

MÁRCIO - Depois de Oliveira, foi o melhor. Dominou o seu setor e ainda teve fôlego suficiente para alimentar o seu ataque. Foi premiado com a marcação do gol da vitória do seu time.

ISRAEL - Apesar do mau estado do gramado, conseguiu fazer uma boa partida. Distribuiu bem e ainda conseguiu armar algumas boas jogadas.

PINGO - Outra boa atuação de altos e baixos. Um primeiro tempo apenas razoável. No segundo, melhorou bastante.

MÁRIO - Boa partida. Correu muito o campo todo, tentando disputar todas as bolas.

MARINHO - Uma grande atuação. Deu um verdadeiro baile no lateral Marinho, do Brasília. Só foi parado pelas poças d'agua.

FERNANDO MACAÉ - Não é um jogador de ficar brigando entre os beques, mas atuou muito bem, trabalhando as jogadas e abrindo espaços para a penetração de seus companheiros.

GÍLSON - Caiu no segundo tempo e foi substituído por ADO, com boa atuação.

. . . . . . . . . . . . . . .
video Video do jogo
foto Fotos do jogo
Foto: Jornal dos Sports
Foto do jogo
Foto: Jornal dos Sports
Mário, que voltou ao time do Bangu, tenta passar por dois zagueiros
Mário, que voltou ao time do Bangu, tenta passar por dois zagueiros