Bangu Atlético Clube: sua história e suas glórias
Escudo Leônico-BA 1 x 2 Escudo Bangu
Leônico-BA   BANGU
Competição Taça de Ouro - Grupo D - Turno
Local Estádio Luís Viana Filho - Itabuna, Bahia
Data e hora Domingo, 10/03/1985 - 16h
Renda Cr$ 26.203.000,00
Público 6.934 pagantes
Árbitro José Assis Aragão
Escudo Leônico-BA Ferreira; Nildo, Monteiro, Dário e Toti; Dendê, Washington Luís e Douglas; Osni, Beijoca e Sivaldo
Escudo Bangu Gilmar; Velton, Jair, Oliveira e Márcio; Israel, Pingo e Mário; Pedrinho Gaúcho (Lulinha), Marinho e Ado (Gílson)
Técnico: Moisés
Gols Bangu 1 x 0: Pingo, aos 30min do 1º tempo
Bangu 2 x 0: Marinho, aos 43min do 1º tempo
Bangu 2 x 1: Washington Luís, aos 7min do 2º tempo
. . . . . . . . . . . . . . .
Bangu vence, mas disputa classificação no sorteio
Fonte: Jornal dos Sports

ITABUNA - Um gol de Washington Luís, aos 7 minutos do segundo tempo, está colocando em risco a classificação do Bangu para a 2ª fase da Taça de Ouro. O time carioca, que encerrou o primeiro tempo da partida vencendo por 2 a 0 o Leônico, gols marcados por Pingo, aos 30 minutos, e Marinho, aos 43, relaxou na etapa final e permitiu o gol do time baiano. Depois desse resultado no Estádio Luís Viana Filho, o Bangu ficou igualado em tudo com a Ponte Preta na primeira colocação: 17 pontos ganhos, sete vitórias, três empates e uma derrota, com 15 gols a favor e 6 contra. Com isso, haverá sorteio hoje, na Confederação Brasileira de Futebol, para indicar o vencedor do Grupo D, de acordo com o regulamento da competição.

O primeiro tempo da partida entre Bangu e Leônico foi muito disputado e o time carioca levou nítida vantagem pelo bom futebol que apresentou. Atacava constantemente e poderia, até mesmo, ter marcado mais gols, mas falhava muito nas finalizações. Na fase final, o time dirigido pelo técnico Moisés caiu muito de produção e permitiu a reação do time baiano. Depois que levou o gol, os bangüenses tentaram voltar à carga de todas as maneiras. O treinador chegou a fazer duas modificações na sua equipe, promovendo as entradas de Lulinha, num modo de liberar mais para as ações ofensivas Pingo e Mário, e de Gílson, numa tentativa de aproveitar as cobranças de faltas do ponteiro esquerdo.

. . . . . . . . . . . . . . .

Obs: No sorteio realizado na CBF (RJ), no dia 12/03 (terça-feira), às 15h30min, caindo a bola 9 o Bangu foi declarado vencedor do grupo, se classificou antecipadamente para a segunda fase da Taça de Ouro.