Bangu Atlético Clube: sua história e suas glórias
Escudo Bangu 1 x 1 Escudo Internacional-RS
BANGU   Internacional-RS
Competição Taça de Ouro - 2ª Fase - Turno
Local Maracanã
Data e hora Quarta-feira, 03/07/1985 - 21h30
Renda Cr$ 18.237.000,00
Público 2.425 pagantes
Árbitro Luís Carlos Antunes
Auxiliares José Luís Guidotti e Joel Teixeira Caires
Escudo Bangu Gilmar, Márcio, Jair, Oliveira e Baby; Delaci (João Cláudio), Lulinha e Mário; Marinho, Pingo e Ado (Gílson)
Técnico: Moisés
Escudo Internacional-RS Mano; Luís Carlos, Aloísio, Mauro Galvão e André Luís; Ademir, Luís Freire a Alcântara; Paulo Santos, Kita e Marcelo
Gols Bangu 0 x 1: Alcântara, aos 11min do 2º tempo
Bangu 1 x 1: João Cláudio, aos 33min do 2º tempo
. . . . . . . . . . . . . . .
Bangu começa bem: 1 a 1 com internacional
Fonte: Jornal O Dia

O Bangu até que começou bem a segunda fase da Taça de Ouro: empatou em 1 a 1 com o Internacional, de Porto Alegre, ontem à noite, no Maracanã num jogo em que esteve para ser derrotado principalmente pela sua fraca atuação no primeiro tempo. O Inter inaugurou o marcador por intermédio de Alcântara e João Cláudio empatou, ambos os gols no segundo tempo.

Embolado no meio-campo e sem força ofensiva, o Bangu esteve prestes a terminar o primeiro tempo em desvantagem. O Internacional, explorando bem as jogadas pelas extremas, foi muito perigoso e perdeu algumas oportunidades. Mas, no segundo tempo, o panorama se inverteu, sobretudo depois que o Internacional fez 1 a O, aos 11 minutos.

A jogada foi de Kita, que deixou Alcântara livre com Gilmar para tocar no canto esquerdo e marcar. O Bangu conseguiu o empate graças a uma jogada de Marinho pela ponta. Marinho cruzou na cabeça de João Cláudio, que subiu com categoria e marcou. Depois disso, o Bangu foi melhor e ainda mandou uma bola na trave, com Gílson. Não venceu por falta de sorte.

. . . . . . . . . . . . . . .
Bangu reage e empata no final: 1 a 1
Fonte: Jornal dos Sports

O Bangu manteve uma invencibilidade de 21 jogos na sua estréia na Taça de Ouro ao empatar com o internacional em um gol, ontem à noite, no Maracanã. Apesar dos desfalques, a equipe dirigida por Moisés mostrou muita disposição e conseguiu o empate quando estava inferiorizada tecnicamente em campo, demonstrando grande espírito de luta.

No primeiro tempo, o jogo foi monótono e chegou a ser vaiado pelo pequeno público que compareceu ao Maracanã. O Bangu tocava bem a bola mas não tinha penetração porque o time não tinha um jogador que concluísse as jogadas. Por este motivo, as melhores chances foram criadas pela equipe colorada, principalmente nos pés de Kita e Marcelo.

Na fase final, o jogo cresceu de movimentação e o Internacional passou a apertar a defesa bangüense e conseguiu o seu primeiro gol aos 11 minutos do primeiro tempo quando Ademir Alcântara recebeu de Kita e penetrou na área para chutar sem chances de defesa para o goleiro Gilmar. Um minuto depois, Kita quase marca o segundo gol, evitado pelo goleiro Gilmar.O Inter ainda criou outras chances para ampliar o placar.

O Bangu não se intimidou e Moisés colocou Gílson e João Cláudio na frente para dar mais agressividade ao ataque. Aos 33 minutos, aproveitando um cruzamento da direita, João Cláudio meteu a cabeça e decretou o empate. No final, o ponteiro Gílson ainda acertou a trave de Mano com um chute de fora da área, num lance que poderia ter definido a partida em favor do time de Moisés.

. . . . . . . . . . . . . . .
video Video do jogo
foto Fotos do jogo
Foto: Jornal O Dia
Gilmar vai com tudo, na bola e em Marcelo
Gilmar vai com tudo, na bola e em Marcelo
Foto: Jornal dos Sports
Bangu e Inter embolaram no meio-campo
Bangu e Inter embolaram no meio-campo