Bangu Atlético Clube: sua história e suas glórias

JOINVILLE-SC 1 (4) x (3) 1 BANGU

FICHA TÉCNICA - Súmula - Boletim Financeiro
Competição: Campeonato Brasileiro - Série D (2ª Fase - Grupo B15 - Jogo de Volta)
Local: Estádio Arena Joinville, em Joinville (SC)
Data-Hora: Sábado, 18/09/2021 - 15h
Renda: Devido a pandemia do COVID-19, não houve venda de ingressos
Público: Jogo com os portões fechados
Árbitro: Adriano de Assis Miranda (SP)
Auxiliares: Fabio Rogerio Baesteiro (SP) e Amanda Pinto Matias (SP)
Escudo Joinville Rafael Pascoal;
Alison, Fernando, Helerson e Renan Castro;
Naldo, Davi Lopes (Caio Monteiro) e Douglas Packer (Fialho);
Renan Oliveira (Uelber), Chrystian (Tadeu) e Paulo Victor (Thiago Juan).
Técnico: Leandro Zago.
Escudo Bangu Paulo Henrique;
Renatinho, Israel, Brito e Raí Lopes;
Roberto Baggio, Denilson e Luís Araújo;
Rochinha (Lucas Oliveira), Rafael Carioca e Santarém (Daniel).
Técnico: Felipe Loureiro.
cartão amarelo Joinville: Douglas Packer
Bangu: Rafael Carioca
cartao vermelho -
Gols Bangu 0 x 1: Thiago Juan, aos 10min do 2º tempo
Bangu 1 x 1: Fernando (contra), aos 16min do 2º tempo
Pênaltis: Erro Bangu 0 x 0: Fernando (Joinville)
Erro Bangu 0 x 0: Raí Lopes (Bangu)
Erro Bangu 0 x 0: Renan Castro (Joinville)
Erro Bangu 0 x 0: Lucas Oliveira (Bangu)
Acerto Bangu 0 x 1: Tadeu (Joinville)
Acerto Bangu 1 x 1: Roberto Baggio (Bangu)
Acerto Bangu 1 x 2: Caio Monteiro (Joinville)
Acerto Bangu 2 x 2: Renatinho (Bangu)
Acerto Bangu 2 x 3: Fialho (Joinville)
Acerto Bangu 3 x 3: Paulo Henrique (Bangu)
Erro Bangu 3 x 3: Alison (Joinville)
Erro Bangu 3 x 3: Daniel (Bangu)
Acerto Bangu 3 x 4: Uelber (Joinville)
Erro Bangu 3 x 4: Luís Araújo (Bangu)
. . . . . . . . . . . . . . .
Com muita emoção, JEC vence nos pênaltis e está nas oitavas de finais
Fonte: Agência Futebol Interior
JEC é o único time invicto entre todas as divisões nacionais

Foi com muito drama, mas o Joinville-SC confirmou o favoritismo e eliminou o Bangu-RJ na segunda fase do Campeonato Brasileiro Série D. Após o 1 a 1 na ida, o empate pelo mesmo placar na partida da volta neste sábado, na Arena Joinville, levou a decisão para os pênaltis. Nas penalidades, melhor para o JEC, que venceu por 4 a 3 após sete cobranças de cada lado.

Com o resultado, o Joinville-SC segue como a única equipe invicta entre todas as divisões nacionais. Agora, a equipe espera o vencedor de Uberlândia-MG e Nova Mutum-MT nas oitavas de finais.

PRIMEIRO TEMPO

Logo no primeiro minuto de partida, o Joinville-SC chegou pela primeira vez. Chrystian arriscou da entrada da área, mas mandou para fora. Aos oito minutos veio o primeiro chute no alvo. Após bola recuperada por Naldo, Renan Oliveira avançou pelo meio e serviu Davi Lopes, que bateu rasteiro, mas parou em defesa de Paulo Henrique com o pé, salvando o Bangu-RJ.

O JEC voltou a assustar aos 24 minutos. Renan Castro bateu escanteio aberto e Naldo desviou de cabeça, mas Paulo Henrique espalmou. Aos 26 minutos, o Bangu-RJ chegou pela primeira vez. Santarém recebeu com espaço pela esquerda após passe de Rafael Carioca, limpou para dentro e bateu rasteiro, mas a bola parou na defesa.

Aos 42 o JEC teve sua melhor chance da partida. Chrystian bateu escanteio fechado e Naldo cabeceou bem, mas Paulo Henrique salva no reflexo. Dessa foram, o primeiro tempo terminou sem gols.

SEGUNDO TEMPO

Na primeira boa chance da etapa final, aos 10 minutos, Chrystian subiu bem pela esquerda e cruzou para Thiago Juan, que havia entrado no intervalo, aparecer nas costas de Brito e completar para o gol, abrindo o placar para o JEC. Mas a resposta do Bangu-RJ não demorou. Aos 15 minutos, Rochinha cruzou e o zagueiro Fernando marcou contra, empatando o jogo em 1 a 1.

Aos 19 minutos, Alisson bateu cruzado, mas para fora. Aos 21, mais uma chegada do JEC, Thiago Juan recebeu cruzamento de Renan Castro, cabeceou bem, mas parou em bela defesa de Paulo Henrique.

As últimas grandes chances do jogo foram do time carioca. Aos 44 minutos, Daniel fez grande jogada individual pela direita, limpou para dentro e acertou a trave. Na sequência, Luis Araújo chutou forte, mas Rafael Pascoal defendeu. E aos 47, Raí Lopes recebeu de Lucas Oliveira pela esquerda e encheu o pé, mas mandou à esquerda do gol. Dessa forma, o jogo terminou 1 a 1 e foi para os pênaltis.

PENALIDADES

Na primeira cobrança do Joinville-SC, Fernando, que marcou gol contra, perdeu a primeira cobrança. Bateu rasteiro e quase no meio do gol, parou em Paulo Henrique. Na primeira do Bangu-RJ, Raí Lopes mandou no lado direito, mas parou na trave.

Na segunda cobrança de cada time, novos erros. Pelo JEC, Renan Castro mandou no lado esquerdo, e Paulo Henrique pegou mais uma. Dou outro lado, Lucas Oliveira bateu alto no canto esquerdo, mas Rafael Pascoal brilhou.

Na sequência, três pênaltis convertidos para cada lado. Tadeu, Caio Monteiro e Fialho para os donos da casa, e Roberto Baggio, Renatinho e o goleiro Paulo Henrique para os visitantes.

No início das cobranças alternadas, novos erros. Alison pegou mal e mandou por cima a cobrança do JEC. Daniel, que poderia classificar o Bangu-RJ, parou em Rafael Pascoal.

Quando Uelber converteu a sétima cobrança do JEC, parecia que as penalidades não acabariam nunca. Até que Luís Araújo foi para a bola e Pascoal defendeu, decretando a classificação do Joinville-SC.

. . . . . . . . . . . . . . .
Nos pênaltis, Joinville elimina o Bangu e se classifica na Série D
Fonte: Redação do ge
Adversário nas oitavas de final será conhecido no domingo no duelo Nova Mutum x Uberlândia

O Joinville está classificado às oitavas de final da Série D do Campenato Brasileiro. Na tarde deste sábado, na Arena Joinville, o Tricolor eliminou o Bangu nos pênaltis, por 4 a 3, após os times ficaram no empate por 1 a 1, mesmo placar do jogo de ida no Rio de Janeiro.

Os gols aconteceram no segundo tempo. O JEC abriu o placar aos 11 minutos com Thiago Juan, que testou firme após levantamento de Chrystian. Seis minutos depois, o Bangu conseguiu o empate. Rochinha fez o cruzamento da direita, e o zagueiro Fernando mandou contra o próprio gol.

Nos pênaltis, o Rafael Pascoal brilhou ao defender três cobranças do Bangu e ainda contou com a sorte ao ver um dos chutes acertar a trave. O arqueiro já tinha sido decisivo durante o jogo ao fazer uma defesaça nos acréscimos que iria eliminar o JEC da Série D.

O adversário nas oitavas de final será conhecido no domingo. Nova Mutum e Uberlândia vão duelar às 16h (de Brasília), no estádio Valdir Doilho, no Mato Grosso. No jogo de ida, em Minas Gerais, os times ficaram no 1 a 1. Um novo empate levará a decisão da vaga aos pênaltis.

. . . . . . . . . . . . . . .
video Video do jogo
foto Fotos do jogo
Foto: Caio Almeida (Bangu Atlético Clube)
Foto do jogo
Foto: Caio Almeida (Bangu Atlético Clube)
Foto do jogo
Foto: Caio Almeida (Bangu Atlético Clube)
Foto do jogo
Foto: Caio Almeida (Bangu Atlético Clube)
Foto do jogo
Foto: Caio Almeida (Bangu Atlético Clube)
Foto do jogo
Foto: Caio Almeida (Bangu Atlético Clube)
Foto do jogo
Foto: Caio Almeida (Bangu Atlético Clube)
Foto do jogo
Foto: Caio Almeida (Bangu Atlético Clube)
Foto do jogo
Foto: Caio Almeida (Bangu Atlético Clube)
Foto do jogo
Foto: Caio Almeida (Bangu Atlético Clube)
Foto do jogo